Qualquer sistema de produção que queira aumentar a demanda precisa de um planejamento de capacidade – de uma pequena fábrica de sapatos ao Facebook. Com sistema de TI, não é diferente. Nesse caso, o processo passa por avaliar se os softwares, hardwares e equipes são suficientes para suportar um aumento no volume de informações processadas.

 

A capacidade máxima suportada

 

Conhecer bem a capacidade de atendimento de uma empresa torna mais assertiva a decisão de expandir ou não os serviços. Assim, o aumento das demandas não oferece riscos altos. O perigo vai além de a possibilidade de a estrutura atual não conseguir cumprir o novo volume de processos: trabalhando muito além da capacidade, é possível que uma empresa acabe também impossibilitada realizar as atividades que já cumpria antes da expansão.

 

Da menor etapa ao processo macro

 

O planejamento de capacidade se aplica a qualquer nível de análise. Do menor processo, como o desempenho do componente de uma máquina, ao ecossistema de produção como um todo, avaliar a produtividade de cada etapa é o que garante um crescimento sustentável.

 

Identificando gargalos

 

Avaliar cada ponto do processo é fundamental para perceber onde estão os gargalos que seguram o crescimento da empresa. O planejamento da capacidade leva em conta a percepção de quais estágios suportam o aumento planejado para a demanda e quais precisam ser aprimorados ou trocados.

Portanto, se uma empresa pretende atender um público 10% maior, precisa antes fazer um planejamento de capacidade para compreender quais serão os investimentos necessários e qual o tempo mínimo para que se atinja a estrutura ideal com custos viáveis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *